ORQUIDEAS Ideias Como fazer Mudas de ORQUIDEAS

ORQUIDEAS Ideias Como fazer Mudas de ORQUIDEAS

ORQUIDEAS Ideias Como fazer Mudas de ORQUIDEAS

Blog Dicas ORQUIDEAS Ideias Como fazer Mudas de ORQUIDEAS

Guia Completo – Aprenda Como Cuidar de Orquideas

 

“orquideas”
Origem e Habitat Phalaenopsis é um gênero de orquídeas que tem sua origem em uma área que compreende desde o sul da China até o Noroeste de Austrália, incluindo Filipinas, Indonésia, Sumatra, Bornéo. Geralmente crescem a baixas altitudes, de forma epífita, vegetando na parte baixa de árvores com poucas folhas e em geral próximas de fontes ou rios. Algumas espécies crescem sobre rochas cobertas de musgo. Trata-se de plantas de crescimento chamado monopodial (de um só pé), a partir de um ponto de crescimento (meristema) apical (numa ponta) se geram as folhas novas e a planta cresce sempre “direção acima”. Ocasionalmente, quando se danifica o meristema apical, ou por podridão ou por efeitos mecânicos, a planta pode produzir brotos laterais para reativar o crescimento, algumas espécies têm mais predisposição para este comportamento que outras. “orquideas”

“orquideas”
As temperaturas nestas florestas de baixa altitude variam entre 28ºC e 35°C durante o dia e entre 20ºC a 24°C à noite. É considerada uma das mais belas e populares orquídeas e é produzida e cultivada em larga escala pela indústria brasileira. Por isto mesmo, existe hoje um grande número de híbridos, fruto do cruzamento de espécies em cativeiro e comumente encontrado à venda em casas de flores e supermercados. Essas lindas orquídeas não são comuns como espécies puras em coleções, sendo a maioria das mais conhecidas híbridos gerados de sementes, e depois reproduzidas do caule. Conhecida por se adaptar bem até em apartamentos de centros urbanos, a Phalaenopsis é uma planta que precisa de rega a cada 7-15 dias, dependendo da época e tolera bem temperaturas mais elevadas. O cultivo ideal é em estufas quentes, precisando de muita sombra. Há dois tipos principais: o padrão e o miniatura. O primeiro pode chegar a 1 m de altura, enquanto as miniaturas ficam em torno de 30 cm. Ambos têm a estrutura bem semelhante, diferindo apenas no tamanho Como foi dito acima, se trata de uma orquídea epífita, que vegeta sobre os troncos ou ramos de árvores usando-os como ponto de apoio e suporte, com suas raízes fortes e largas que se agarram fortemente a estes galhos podendo resistir a fortes ventos. Não são parasitas, pois não se alimentam da seiva da árvore, que apenas lhe serve como suporte. “orquideas”

 

10 dicas para cuidar melhor das suas orquídeas – Casa e Jardim 
“orquideas”
Por estar se desenvolvendo “no ar” tem suas vantagens: permite reduzir a grande concorrência que existe entre as plantas terrestres na floresta tropical, e, além disso, recebe consideravelmente mais luz que se estivesse em solo. Também tem suas desvantagens, pois estando expostas totalmente ao ar se ressecam mais rápido. Por esta razão é que as raízes desenvolveram uma estrutura e graças a este tecido esponjoso (velame) que os recobre que lhes é permitida absorver relativamente muita água em pouco tempo, e irrigar o restante da planta aos poucos. Por isso, quando as raízes estão secas, apresentam uma cor branca prateada e quando as regamos ou pulverizamos, ao encharcar, o velame se torna translúcido e podemos ver através do mesmo as células com clorofila, é por isso que as raízes se “tornam verdes”. “orquideas”

APRENDA DEIXAR SUAS ORQUIDEAS LINDAS – GUIA COMPLETO –

Clique Aqui ➠ http://bit.ly/dicas-orquidea

 

 

Aprenda Passo a Passo cuidar da sua propria ORQUIDEAS

Aprenda Passo a Passo cuidar da sua propria ORQUIDEAS

Aprenda Passo a Passo cuidar da sua propria ORQUIDEAS

Blog Dicas como Aprenda Passo a Passo cuidar da sua propria ORQUIDEAS

GUIA COMPLETO COMO CUIDAR DE ORQUIDEAS

 

http://reveladodicas.esy.es/cuidar-orquideas

Passo a Passo Especialista ensina COMO CUIDAR ORQUIDEAS

Passo a Passo Especialista ensina COMO CUIDAR ORQUIDEAS

Blog Dicas Passo a Passo Especialista ensina COMO CUIDAR ORQUIDEAS

Como cuidar das orquideas

A “orquídea” é uma das flores mais vendidas nas floriculturas, segundo dados de 2010 do Sindicato do Comércio Varejista de Flores e Plantas Ornamentais do Estado de São Paulo (Sindiflores). Isso mostra que a planta provavelmente está na casa de muita gente, mas nem todos sabem cuidá-las adequadamente.
A produtora de “orquídeas” Márcia Sanae Morimoto, diretora técnica da Associação Orquidófila de São Paulo, explica que existem de 25 a 30 mil espécies naturais de orquídeas, além daquelas produzidas artificialmente através de cruzamento – espécies “híbridas” -, assim, o número de espécies da planta passa de 100 mil. As mais comuns encontradas nas floriculturas, segundo ela, são: Cattleya, Laelia, Cymbidium, Dendrobium e Phalaenopsis.

O preço médio das orquídeas varia de 30 a 50 reais, conforme a espécie. Porém, compensa! Já que a planta pode durar gerações, se bem cuidada. Lembrando que as flores caem e florescem novamente, mas a planta pode ficar sempre saudável. “O tempo de duração de uma flor é de 2 a 3 semanas pra maioria das orquídeas, porém algumas como a Phalaenopsis, e alguns Dendrobium ficam floridas por 2 meses ou mais”, explica Márcia.

Cada espécie floresce numa determinada época do ano. “Em março, florescem a Cattleya labiata, Cattleya bicolor, Hadrolaelia pumila, entre outras. No outono florescem outras espécies e assim por diante”, diz.

Já uma planta de [orquídea] não tem duração definida: “Se você tiver os mínimos cuidados como rega, adubação, replantio, ela pode viver por décadas, existem plantas na mão de colecionadores que passaram de avôs para netos e ainda estão vivas, florescendo anualmente, mas pra isso é preciso muita observação e cuidados, evitando que seja atacado por pragas ou doenças, que em alguns casos, pode ser fatal”.

Os cuidados

Para manter as orquídeas dentro de casa, o que é muito comum, a produtora diz que depende das condições do ambiente: luz, umidade do ar e ventilação são essenciais. “Quando uma orquídea está florida, não tem problema levá-la para dentro de casa para apreciarmos de perto as flores, porém, para que elas fiquem bem e floresçam no ano seguinte, precisam de um ambiente arejado, com bastante luz indireta, o que dentro de casa às vezes faz falta”, lembra.

Ela sugere que a luz solar incida na planta em 50%, para isso, pode-se usar telas de sombreamento. “A luz solar da manhã até 9h e o da tarde após 17h são adequadas às plantas, mas nunca deixe sua planta no sol durante as horas mais quentes do dia, ou pode perder a planta”, acrescenta.

Ao regar a orquídea, de um modo geral, é melhor que sempre que seu substrato (material onde está plantada) esteja completamente seco. “Pode-se regá-las molhando as por inteiro, desde folhas até que a água escorra por baixo do vaso”, diz. Márcia também afima que é importante deixar o ambiente úmido quando estiver muito calor. Se for ambiente externo, molhe o chão do local. Se for dentro de casa, você pode deixar um pano molhado embaixo do vaso.

Cuidados extras

– Além do ambiente e rega adequados, é bem vindo um replantio a cada dois anos para retirar raízes mortas, aumentar tamanho do vaso se os pseudobulbos estiverem para fora do mesmo, ou substrato muito velho, etc;”como cuidar das orquideas”

– Devemos também adubá-las mensalmente, por via foliar (pulverização, com adubo químico encontrado no comércio, que tenha um balanço de NPK 20-20-20),
por exemplo, seguindo a dosagem recomendada pelo fabricante;

– Cuidado com pragas: Pulgões, cochonilhas, lesmas, caracóis; são as mais comuns. Você pode limpar as suas plantas lavando-as com água, sabão de coco e uma escova de dentes bem macia. Isto geralmente elimina as cochonilhas e pulgões. Lesmas e caracóis podem ser retirados manualmente.

Salvando orquídeas

Muitas vezes, algumas espécies não encontram ambiente adequado e acabam não florescendo. Isso, segundo Márcia, pode ser por fatores como a falta ou excesso de luz, adubação ou água. Ela indica:

– Caso não floresça, procure ver se a planta está bem, se as raízes estão sadias;

– Mude-a de ambiente, procurando um lugar mais adequado;

– Se suas raízes estiverem escuras, tire-o do vaso, faça um replantio, elimine as raízes escuras com uma tesoura esterilizada. Deixe apenas as raízes sadias (brancas);

– Por último, há um método muito eficaz de salvar uma orquídea: amarrando-a numa árvore.
MANUAL COMPLETO “COMO CUIDAR DAS ORQUIDEAS”
http://reveladodicas.esy.es/cuidar-orquideas

Como Cultivar Passo a Passo sua Propria Orquideas

Como Cultivar Passo a Passo sua Propria Orquideas

Blog dicas Como Cultivar Passo a Passo sua Propria Orquideas

Video fala sobre como cuidar de orquideas dicas faceis e uteis que você pode usar e cuidar bem das suas orquídeas.

Aprenda alguns segredos de como cuidar de orquideas, se pretende cuidar bem das sua orquídeas veja este video que vai te ajudar bastante.

GUIA COMPLETO COMO CUIDAR DE ORQUIDEAS
http://bit.ly/como-cultivar-orquidea

Criar Jardim Passo Passo Cultivar Orquideas

  Criar Jardim Passo Passo Cultivar Orquideas

Blog Dicas   Criar Jardim Passo Passo Cultivar Orquideas

Guia Completo Como cuidar das Orquideas

Neste video você aprendera alguns segredos de como cuidar de orquideas com dicas excelentes.

Video fala sobre como cuidar de orquideas dicas faceis e uteis que você pode usar e cuidar bem das suas orquídeas.

Aprenda alguns segredos de como cuidar de orquideas, se pretende cuidar bem das sua orquídeas veja este video que vai te ajudar bastante.

GUIA COMPLETO COMO CUIDAR DE ORQUIDEAS
http://bit.ly/como-cultivar-orquidea

Dicas como cultivar orquideas passo a passo

Dicas como cultivar orquideas passo a passo

Blog Dicas como cultivar orquideas passo a passo

Guia Completo Como cuidar das Orquideas

Click Aqui ➔ http://bit.ly/como-cultivar-orquidea

Neste video você aprendera alguns segredos de como cuidar de orquideas com dicas excelentes.

Video fala sobre como cuidar de orquideas dicas faceis e uteis que você pode usar e cuidar bem das suas orquídeas.

Aprenda alguns segredos de como cuidar de orquideas, se pretende cuidar bem das sua orquídeas veja este video que vai te ajudar bastante.

GUIA COMPLETO COMO CUIDAR DE ORQUIDEAS
http://bit.ly/como-cultivar-orquidea

GOSTOU COMPARTILHE

compartilhe

Dicas como cultivar a sua própria orquídea em casa

Dicas cultivar a sua própria orquídea em Casa

Dicas como cultivar a sua própria orquídea

Video Dicas cultivar a sua própria orquídea em Casa

 

Como cuidar de orquídeas ?

Aprenda como plantar, cultivar e

cuidar das suas orquídeas correta.

Dicas exclusivas de especialistas e

amantes das orquídeas.

APRENDA DEIXAR SUAS ORQUIDEAS LINDAS – GUIA COMPLETO

Clique Aqui

Aprenda como cultivar a sua própria orquídea

Aprenda como cultivar a sua própria orquídea

Aprenda como cultivar a sua própria orquídeaista video

Assista video como cultivar a sua própria orquídea

Descubra todos os SEGREDOS  para cultivar orquídeas facilmente com explicações passo a passo! Transforme as orquídeas de seu jardim em orquídeas lindas de exposição!

APRENDA DEIXAR SUAS ORQUIDEAS LINDAS – GUIA COMPLETO

CLIQUE AQUI 

Orquideas Como fazer mudas de Orquideas

Orquideas Como fazer mudas de Orquideas

Orquideas Como fazer mudas de Orquideas

APRENDA DEIXAR SUAS ORQUIDEAS LINDAS – GUIA COMPLETO –
CLIQUE AQUI

“orquideas”
Origem e Habitat Phalaenopsis é um gênero de orquídeas que tem sua origem em uma área que compreende desde o sul da China até o Noroeste de Austrália, incluindo Filipinas, Indonésia, Sumatra, Bornéo. Geralmente crescem a baixas altitudes, de forma epífita, vegetando na parte baixa de árvores com poucas folhas e em geral próximas de fontes ou rios. Algumas espécies crescem sobre rochas cobertas de musgo. Trata-se de plantas de crescimento chamado monopodial (de um só pé), a partir de um ponto de crescimento (meristema) apical (numa ponta) se geram as folhas novas e a planta cresce sempre “direção acima”. Ocasionalmente, quando se danifica o meristema apical, ou por podridão ou por efeitos mecânicos, a planta pode produzir brotos laterais para reativar o crescimento, algumas espécies têm mais predisposição para este comportamento que outras. “orquideas”

APRENDA DEIXAR SUAS ORQUIDEAS LINDAS – GUIA COMPLETO –
CLIQUE AQUI

“orquideas”
As temperaturas nestas florestas de baixa altitude variam entre 28ºC e 35°C durante o dia e entre 20ºC a 24°C à noite. É considerada uma das mais belas e populares orquídeas e é produzida e cultivada em larga escala pela indústria brasileira. Por isto mesmo, existe hoje um grande número de híbridos, fruto do cruzamento de espécies em cativeiro e comumente encontrado à venda em casas de flores e supermercados. Essas lindas orquídeas não são comuns como espécies puras em coleções, sendo a maioria das mais conhecidas híbridos gerados de sementes, e depois reproduzidas do caule. Conhecida por se adaptar bem até em apartamentos de centros urbanos, a Phalaenopsis é uma planta que precisa de rega a cada 7-15 dias, dependendo da época e tolera bem temperaturas mais elevadas. O cultivo ideal é em estufas quentes, precisando de muita sombra. Há dois tipos principais: o padrão e o miniatura. O primeiro pode chegar a 1 m de altura, enquanto as miniaturas ficam em torno de 30 cm. Ambos têm a estrutura bem semelhante, diferindo apenas no tamanho Como foi dito acima, se trata de uma orquídea epífita, que vegeta sobre os troncos ou ramos de árvores usando-os como ponto de apoio e suporte, com suas raízes fortes e largas que se agarram fortemente a estes galhos podendo resistir a fortes ventos. Não são parasitas, pois não se alimentam da seiva da árvore, que apenas lhe serve como suporte. “orquideas”
“orquideas”
Por estar se desenvolvendo “no ar” tem suas vantagens: permite reduzir a grande concorrência que existe entre as plantas terrestres na floresta tropical, e, além disso, recebe consideravelmente mais luz que se estivesse em solo. Também tem suas desvantagens, pois estando expostas totalmente ao ar se ressecam mais rápido. Por esta razão é que as raízes desenvolveram uma estrutura e graças a este tecido esponjoso (velame) que os recobre que lhes é permitida absorver relativamente muita água em pouco tempo, e irrigar o restante da planta aos poucos. Por isso, quando as raízes estão secas, apresentam uma cor branca prateada e quando as regamos ou pulverizamos, ao encharcar, o velame se torna translúcido e podemos ver através do mesmo as células com clorofila, é por isso que as raízes se “tornam verdes”. “orquideas”
APRENDA DEIXAR SUAS ORQUIDEAS LINDAS – GUIA COMPLETO –
CLIQUE AQUI